Domingo, 7 de Junho de 2009

solidão

Muitas vezes falamos de solidão em tom de receio mas, se pensarmos bem, a solidão faz parte de nós toda a vida. Nascemos sós e morreremos sós. Muitos dos aspectos mais importantes das nossas vidas têm a ver com o espaço que temos dentro de nós e onde não permitimos a entrada de ninguém.
O que existe é o receio. É o medo de enfrentar esse medo. Não quero dizer, contudo, que estarei imune a este receio. Não estou e julgo que ninguém estará.
Mas vejamos, estar só não significa sentir-se só e estar rodeado de gente não significa não se sentir solidão. Quantas vezes não sentimos o coração gelado pela solidão enquanto uma multidão nos circunda. E quantas vezes não nos sentimos felizes mesmo estando sozinhos. É tudo uma questão de perspectiva, julgo eu. De descobrirmos o prazer de estarmos na nossa própria companhia, de gostarmos de estar connosco. 

É verdade que me preocupa um pouco o futuro. Entristece-me saber que muitos de nós, na velhice, não iremos ter companhia. Parece cruel dizer isto, mas é um facto, acontece e todos sabemos que nos dias que correm acontece ainda com mais frequência. Isto assusta-me, não o nego. Mas não temo sentir este medo. Penso que, se estivermos de bem com o nosso íntimo, a solidão nunca será um inimigo que tenhamos que enfrentar.
Talvez seja assim, talvez não. Talvez eu me considere auto-suficiente e ainda não o seja mas quero com toda a certeza vir a ser.
Talvez até esteja errada, mas tenho a plena convicção que a maioria de nós procura nos outros respostas que só conseguirá encontrar dentro de si...
Não pretendo ser uma ilha, quero antes  ser como um golfinho e percorrer todos os oceanos e saborear toda a turbulência e toda a calmaria deste mar. E, quando uma onda me empurrar para a praia, eu quero poder lembrar-me que antes de precisar de alguém é de mim própria que eu necessito.

publicado por daplanicie às 21:21

link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De jp a 7 de Junho de 2009 às 22:57
Solidão.
A própria palavra nos leva a reflectir no que ela representa face aos inquestionáveis exemplos que dia a dia constatamos.
No entanto, insondáveis são os desígnios que a mente de cada ser humano consegue definir como objectivo a cada momento e que o empurra, impulsiona, para caminhos até então nunca por si sondados, nem no mais intimo dos seus sonhos.
Eu estou só. Tu nunca o estarás. E se por algum momento a solidão te pesar, aquela solidão dolorosa porque esta existe, pensa, pensa em alguém que nunca te esquecerá porque mesmo não estando ao teu lado estará contigo e capaz de te deixar só.
De cuidandodemim a 8 de Junho de 2009 às 12:45
Olá.
Gostei muito do texto. De facto a solidão, o sentir-se sozinho, depende da maneira como a pessoa se sente consigo própria e como se sente com o mundo que a rodeia...
Todos temos medo da solidão, pois ela, juntamente com a tristeza, pode fazer-nos muito mal à alma...
Bjns
De guiga a 8 de Junho de 2009 às 14:59
Tens razão, a solidão vai fazer sempre parte da nossa vida. Temos de saber lidar com ela.
Beijos *.*
De noitesemfim a 8 de Junho de 2009 às 17:40
Se tiveres paciência vai a noitesemfim.blogs.sapo.pt.
Obrigado e mlhões de beijos
De inoutyou a 8 de Junho de 2009 às 22:32

Bonito texto Luz.
Também eu tenho algum medo da solidão, mas há que ser optimista e pensar que vamos estar de bem com a vida....

Beijinhos
Alex
De umbreveolhar a 9 de Junho de 2009 às 03:26
Aceitei a proposta da Susana do blog: www.aldeiadaminhavida.blogspot.com, tendo hoje publicado o post sobre A ALDEIA DA MINHA VIDA, de cujo concurso depende a votação das Amigas e Amigos, por isso não estando em " campanha eleitoral", solicitava a V/ colaboração, conforme regulamento abaixo mencionado.
Obrigado e cumprimentos do amigo,
Carlos Alberto Borges


Prémio Blogagem Colectiva "Aldeia da minha vida":

O texto (e imagens , slides ou filmes anexados) mais votado pelo júri* e pelos leitores deste blogue ganha um fantástico fim-de semana para duas pessoas na Pousada de Monsanto **.

Os textos de todos os participantes serão postados no dia 10 de Junho neste blogue.

Será aberta a votação a todos os leitores, entre 10 e 28 de Junho. Para votar basta deixar um comentário no texto preferido, devidamente identificado, juntamente com o respectivo e-mail*** , para quem não tenha blogue. Os resultados serão publicados neste blogue no dia 30 de Junho.

A avaliação dos textos terá em conta os seguintes critérios:

- Os textos deverão ser originais, com limite máximo de uma página A4;

- Deverá ser anexada de uma até 3 fotografias ,ou de 1 conjunto de slides ou de 1 filme originais;

- Indicar a localização da aldeia : Freguesia, Concelho e Distrito;



A avaliação dos leitores terá um peso de 49% e a do Júri de 51% e incidirá sobre o conjunto - texto e imagens ou outro(slides, filme) originais.








Veja a lista dos participantes no blogue gémeo: www.aldeiadaminhavida.blogspot.com.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds