Terça-feira, 7 de Janeiro de 2014

Emocionalmente Saudável

"Eu me torno emocionalmente saudável quando consigo desconstruir todas as tolices sobre amores salva-vidas e jogar a ideia surreal do príncipe encantado no lixo.

Eu me torno emocionalmente saudável quando acredito que namorar deve ser leve mesmo quando intenso, e divertido mesmo quando há um sério comprometimento.

Eu me torno emocionalmente saudável quando o que me ocupa é a minha vida e não a reação que tenho ao comportamento alheio.

Eu me torno emocionalmente saudável quando percebo que determinada história não me abrange, me deixa inadequada, fere a minha autoestima e sinto que isto é o suficiente para eu tentar ser feliz e me abrir para outras possibilidades.

Eu me torno emocionalmente saudável quando escolho os meus parceiros pelo que me agregam de luz e crescimento, não pelo desafio que me trazem quando se mostram emocionalmente indisponíveis ou abertos para viverem outras relações que não a nossa.

Eu me torno emocionalmente saudável quando me permito ficar sozinha até atrair um alguém que esteja disposto a trocar, desbravar paisagens juntos, que esteja inteiro no lugar que escolheu.

Eu me torno emocionalmente saudável quando, estar ou não estar com alguém sexo-afetivamente, não se torna a prioridade da minha vida, mas somente um dos meus desejos.

Eu me torno emocionalmente saudável quando aprendo a dar nome aos meus sentimentos: e não confundo posse com excitação, dependência com paixão, rejeição com confusão alheia...
Eu me torno emocionalmente saudável quando dou amor, não carência.
Livrai-me do que desbota a minha lucidez e da alienação de achar que a felicidade está no Outro e não em mim. Que seja assim!"
 

 

Marla de Queiroz

publicado por daplanicie às 13:07

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014

Ano Novo, Vida Velha

É interessante pensar na forma quase ingénua como criamos, ano após ano, uma enorme expetativa quando se aproxima o final de mais um ciclo de 365 ou 366 dias e, consequentemente, o início de outro. Imaginamos que, ao deixar o ano velho para trás, com todas as mágoas nele contidas, é chegado o momento de nos reinventarmos, fazer novos planos, realizar coisas inovadoras... Prometemos a nós próprios buscar novos caminhos, sair da letargia, alterar situações que nos magoam, terminar relacionamentos que não acrescentam nada de bom à nossa vida, ir atrás daquele sonho especial, aquele que mantemos trancado cá dentro, a sete chaves, e que nunca tivemos coragem de lutar por ele.

O Ano Novo parece ser assim: cheio de novas possibilidades, como se o simples facto de arrancarmos uma folha do calendário fosse quase um gesto mágico, suficiente para nos transformarmos em pessoas diferentes, que conseguisse afastar a tristeza dos dias e tornar tudo muito melhor.

Era tão bom que assim fosse mas...infelizmente não é!

Todas as mudanças têm que começar dentro de nós e é no preciso momento em que tomamos consciência delas e do que temos que fazer para que elas aconteçam que tem início o Ano Novo, o nosso Ano Novo, seja ele em janeiro, abril ou agosto.

Por isso mesmo, este ano não fiz nenhuma lista de decisões ou planos a pôr em prática em 2014. Quero que este ano me surpreenda, que venha como vier, com cada lágrima, cada sorriso e cada novo dia, um após outro, aceitando-os simplesmente e aproveitando o melhor que cada um tiver para me dar. Vou tentar encontrar um pouco de felicidade todos os dias, deixar as pessoas entrarem na minha vida e deixá-las partir quando for necessário. Vou aceitar novos caminhos e também que muitas coisas não acontecerão como eu desejaria mas espero ter a fé para acreditar que essas coisas talvez sejam as melhores para mim.

É esse então o meu grande desejo para este novo ano, que ele me surpreendea com coisas boas, coisas com as quais nunca sonhei sequer. Quero um 2014 assim, cheio de infinitas possibilidades e alegria! Que os momentos maus sejam passageiros e sirvam para me fazer ficar mais forte e dar mais valor a tudo de bom que tenho na minha vida. Que eu continue sempre a acreditar que, quando coisas más acontecem, muitas coisas boas virão de seguida e que nunca me abandone a força de seguir em frente, ainda mais determinada do que até aqui, nunca se me apagando o sorriso do rosto!

 

UM ANO NOVO MUITO FELIZ PARA TODOS!!

publicado por daplanicie às 16:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds