Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

Mulheres plastificadas

Estava agora mesmo a fazer um zapping televisivo sem me deter em nenhum dos quase 100 canais que temos à disposição e aproveitando o dolce fare niente do primeiro dia de férias quando comecei a aperceber-me de que há algo em comum entre canais tão diferentes como os espanhóis , alemães, americanos, ingleses, etc. À partida não deveria haver nada em comum pois cada país tem as sua diversidades cultural e a sua maneira própria de fazer televisão mas há realmente uma coisa em que são iguais: todas usam pessoas sorridentes, bonitas e bem-humoradas que exibem os seus atributos físicos, quanto mais melhor. As mulheres, invariavelmente, exibem os seus corpos perfeitos e sensuais enquanto os homens são chamados a exibirem poder e dinheiro ao mesmo tempo que esbanjam charme e um sorriso capaz de derreter o maior iceberg do mundo.

Homens e mulheres deixam de lado as suas qualidades enquanto seres humanos para mostrarem como se cultiva o corpo, enquanto divulgam fórmulas de sucesso deste ou daquele produto. Convidam à admiração, suscitam inveja, capitalizam para si o que lhes interessa, alimentam especulações em torno da sua vida privada que supostamente devia ser isso mesmo...privada. E assim fazem a sua própria fortuna e a de uma verdadeira indústria de produtos e imagens de celebridades. Parecem felizes ao exibir uma satisfação aparentemente sem fim. Será possível que estes homens e mulheres não tenham sofrimentos e contrariedades também??!!

A exuberância excessiva, a sensualidade exibicionista e a insistência de sorrisos, que parecem nunca se desfazer, a insistência da perfeição corpórea tentam passar a imagem de biografias que não registam derrotas, dúvidas nem decepções. E lutam desesperadamente contra a passagem do tempo, como se cada ruga não fosse um sinal do que vivemos e sim uma evidência de algo vergonhoso. Parece que se busca uma felicidade plastificada, impermeável às intempéries da vida e, ao mesmo tempo, o reconhecimento e admiração do outro não pela qualidade do ser, do carácter, do que somos, mas do que parecemos ser. Ou seja, todos querem ser reconhecidos pelo que a sua imagem passa para as pessoas que nos rodeiam e não pelo que realmente são.

Tratamentos cosméticos, cirurgias radicais, é ampla a gama de recursos utilizados para tentar ficar bem com o próprio corpo. Adereços, roupas, maquilhagens, tatuagens, piercings, musculação, cirurgias plásticas...tudo procura dar conta de um mal-estar que, mesmo que referido ao corpo, geralmente pouco tem a ver com ele. São apenas tentativas, muitas vezes vãs, de aplacar inquietações, angústias, e experiências mais profundas de vazio de alma que apenas no corpo encontram uma forma de emitir sinais incompreensíveis de pedidos de socorro.

publicado por daplanicie às 15:36

link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Flá a 16 de Julho de 2007 às 17:08
Vim aqui justificar a minha ausência...bem é o costume, os exames, amanha é o ultimo...quinto exame nacional este ano, não é fácil lidar com a pressão , o medo e ainda por cima estudar...
ainda não fui à praia, nem à piscina, nada...ainda não apanhei solzinho...
vim também dizer-lhe que me ausentarei uns tempos...depois do exame entro de férias e quero aproveite-las ao máximo e estar em frente ao computador não é de todo aproveita-las ao máximo...quero ver gente, apanhar Sol, sair, passear...fico deprimida ao ver o tempo, está feiíssimo ...sei que quero aproveitar ao máximo, mas sei que tal não acontecerá até ver as notas...que podem fazer-me saltar para as melhores ou piores férias de sempre...ficam todas as horas de estudo e a esperança, bem como a consciência de que foi feito tudo o que estava ao meu alcance...quase fiquei doente.
beijo
De daplanicie a 17 de Julho de 2007 às 10:47
Desejo-te umas óptimas férias embaladas pelas boas notas que espero tenhas. Um grande beijinho para ti e olha que na volta cá te espero!! :-)
De flor_incognita a 16 de Julho de 2007 às 18:50
Eu confesso que por vezes tambem me deixo levar por tais anuncios...e fico talvez um pouco invejosa,por tais corpos tão perfeitos,mas depois tenho aqueles dias melhores em que me aceito tal como sou ...!Mas tambem sei que aqueles aspectos tão magnificos...a maioria das vezes é tudo fachada!
Beijo
De daplanicie a 17 de Julho de 2007 às 10:49
Pois, isso é que é o pior! É ficarmos ali embasbacadas a desejar os corpinhos de deusa que não conseguimos alcançar!! :-)
De carlos a 16 de Julho de 2007 às 22:59
olá! cada vez mais as pessoas se preocupam com a sua imagem. Mas isso não é mau, todos devemos ter gosto em nós, mau é quando com isso se aproveitam para atingir meios sem se preocuparem muito por quem possam magoar.è a evolução da sociedade, pelo menos sorriem,isso é bom.
Beijinhos
De daplanicie a 17 de Julho de 2007 às 10:51
Huuum parece-me que muitas vezes são sorrisos plásticos e muitas vezes ensaiados em frente ao espelho. Por mim prefiro um sorriso franco de quem não espera nada em troca da sua simpatia. Um beijinho
De Nettwerk van Helsing a 17 de Julho de 2007 às 02:10
Hmm, eu continuo na minha, e essa é que esses homens e mulheres tentam fazer o impossível: parar o tempo... ou pelo menos manterem a sua aparência sempre jovem, fazerem os possíveis para estarem na boca do mundo, mostrarem que não estão "out"...

Cumprimentos.
De daplanicie a 17 de Julho de 2007 às 10:52
Completamente de acordo! Até são capazes de vender a alma ao diabo para ficarem sempre com o aspecto de teenagers "inconcientes". :-)
De Lua de Sol a 17 de Julho de 2007 às 16:40
Depois de ter passado pelo meu blog, vim espreitar o seu, que eu sou curiosa por natureza! Gostei, é um blog que revela maturidade de espírito. Quanto a este assunto, em particular, penso o seguinte...
-Ninguém duvida do quão fantásticos são aqueles corpos, mas esquecem-se que a televisão engorda e que acarinha mais uns do que outros. Muitas mulheres perfeitas na TV vistas ao vivo são vulgares.
- A tela engana. As próprias pessoas enganam, pois constroem-se ...
- Beleza, imagem... são factores a que dou a devida relevância mas não me parecem os principais e não me deixo impressionar facilmente!
- Errada ou não, retiro mérito à beleza fabricada. A verdadeira beleza, que é rara, é natural, um dom. Com produtos e bisturis todos podemos ser fantásticos. O que nos barra o caminho é o dinheiro!
- Porque inventam tanta "tralha"?! Não seriamos mais felizes se nos aceitássemos como somos?! Não pouparíamos dinheiro e saúde?!Inventamos pêlos para arrancar, rugas para esticar, banha para aspirar, etc. Não seria bom, reconhecermos a verdadeira beleza quando a encontrássemos ?!
- Numa era em que o mundo precisa cada vez mais de espírito andamos cada vez mais preocupados com a aparência!
De daplanicie a 18 de Julho de 2007 às 09:05
Subscrevo e assino por baixo! Completamente de acordo com tudo o que disse. Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
De Migas a 18 de Julho de 2007 às 14:52
Devo confessar que por vezes, por breves instantes também já me apeteceu ser escultural, ter as medidas todas no sitio e poder vestir um 36 ou coisa que o valha. Mas depois acordo e vejo que esses corpos lindos que nos entram pela casa dentro atraves dos media, são fruto de muito sofrimento, muita infelicidade. Lembro-me sempre de um documentário que vi no cabo, sobre misses venezuelanas. Como eram tratadas como objectos, como lhes exigiam medidas minimas e a pressão de perderem um mísero kilo! Eram lindas e infelizes. Como dizia uma amiga minha: "Gordita, mas contentita!"
Prefiro fazer esforços para ser linda por dentro. Isso é que me torna melhor como pessoa.
E de vez em quando, lá me zango com o espelho... mas passa!
De daplanicie a 18 de Julho de 2007 às 15:35
Eu também desejava enfiar-me numas calcitas de cintura descaída,de tamanho reduzido, usar um top todo fixe e parecer a todo o instante pronta a desfilar na passerelle mas depois lembro-me do bom que é comer uma bela fatia de bolo de chocolate e lá se vai o sonho. E concordo contigo...gordita mas contentita!!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds