Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

Óscar

Gostaria de manifestar o meu repúdio pela atitude egoísta e irresponsável de muitas pessoas em relação aos seus animais de estimação. Este foi o ano em que mais animais foram abandonados à sua triste sorte, enquanto os donos que os deviam proteger, se encontram estendidos ao sol numa praia qualquer sem sequer se preocuparem com as consequências das suas acções.

Penso que é mais uma das provas de que os seres humanos são cada vez mais egoístas e centrados apenas no seu próprio bem-estar! É óbvio que os animais dão trabalho e despesa mas isso não é preciso ser nenhum génio para saber e, se os vão buscar para casa, esse é um compromisso que é para ser levado até ao fim...até que a morte os separe.

Enquanto escrevo este post tenho ao meu lado o companheiro de todas as horas, que nunca me deixa sozinha nem por um segundo sequer...o meu Óscar. E não deixa nada a desejar às estatuetas onde foi buscar o nome porque para a nossa família ele vale mesmo ouro.

Basta ele vir deitar a cabeça no meu colo e olhar para mim com os seus olhos meigos para eu me esquecer dos xixis e cocós que já limpei, do queijo de Serpa inteirinho e do paio de Barrancos que ele comeu ( sim, ele tem um gosto muito apurado, sai à dona...) e do lixo espalhado pela casa fora que ele tem um gosto especial em acarretar. Este cão é um espectáculo!!

tags:
publicado por daplanicie às 10:55

link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Raquel Alves a 30 de Agosto de 2007 às 11:17
Inteiramente de acordo. A moda de ter animaizinhos não combina com a irresponsabilidade reinante.
Pois eu tenho uma RITA, que também é uma doçura. É uma cocker Spaniel com 7aninhos.
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:13
O meu Óscar mariola tem 5 e embora mais calmo de vez em quando prega das suas!! :-) Obrigada pela visita!
De estoriasdaminhaterra a 30 de Agosto de 2007 às 12:21
Fiquei enternecida a ler o post. Também concordo. Tenho um cão um gato e dois peixes. O Ringo (cão) está com os meus pais, mas o Bart ( gato) e a Micas e o Tobias ( peixes) são a minha companhia. Mesmo quando o Bart parte alguma coisa ( normalmente o aquário) não consigo zangar-me com ele, basta o miar especial dele e a cabeça de lado a piscar os olhos para me render. Era um gato abandonado que adoptei, até hoje não consegui perceber como o conseguiram abandonar...É repugnante.
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:15
É apenas mais um dos sintomas da podridão que grassa na sociedade em geral. Se se matam e abandonam crianças como poderíamos esperar que não o fizessem com animais?!
De guiga a 30 de Agosto de 2007 às 14:25
Apoio tudo o que disseste! Eu nunca tive cão por uma razão apenas, não sei se estarei à altura de um compromisso desses. Por isso, não vou ter um cachorrinho apenas porque acho fofo e engraçado. Há que saber assumir responsabilidades quando sabemos que as iremos levar adiante!
Acho lindo o teu óscar! :D

Beijinhos! *.*
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:30
Esse é realmente um dos problemas. É que há muita gente que leva para casa um cachorrinho porque é uma fofura e se esquece que, tal como as crianças, o cachorro cresce e muitas vezes deixa de parecer uma bolinha de pêlo que apetece abraçar. Obrigada pelo elogio ao meu fofinho :-)
Beijinhos
De Lua de Sol a 31 de Agosto de 2007 às 03:06
Custa-me a acreditar nessa gente... Como conseguem ir para as caraíbas e colocar o animal na rua, à sua sorte? Que raio de gente?! Sim, que gente alimenta um animal durante um ano, convive com ele e depois lhe é capaz de fazer tal coisa?! Acho que gente que também não é boa com gente... Gente que não merece ser chamada gente.
Passa no meu blog, tens uma taça e um desafio.
Bjs
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:36
Já fui ver qual era o desafio e aceito com muito gosto. Obrigada pela taça! Um beijinho
De sociolocaminhar a 31 de Agosto de 2007 às 03:48
Os nossos irmãos Animais

Desde sempre que tenho por companheiros os Animais, quando era pequeno foi o Cão do meu avô que suportou as minhas bizarrias de pensar que em vez de cão se tratava de um cavalo.
Lembro-me bem deste cão que me acompanhava para todo o lado.
Já adulto, não posso esquecer a cadela que levei para casa, ainda pequena e que apanhei na rua um dia que fui passear a Peniche.
Não posso esquecer a maneira mais bela de ser que um cão pode ter.
Era de facto uma amiga que tinha por companheira nos passeios no parque de São Domingues de Benfica.
Já passaram muitos anos mas ainda não esqueci este cão magnífico que acompanhei nas horas difíceis que o destino quis que tivesse.
Era a lucky e quis o destino que fica-se com Epilepsia, em resultado de ter apanhado
Esgana, doença que conseguimos tratar , mas em resultado da qual ficou para sempre com esta terrível doença por companheira .
Não posso esquecer o Brauny, Um cocker que , desde pequeno mostrou um comportamento algo complexo, simultaneamente brincalhão mas de confiança algo problemática , mas que apesar de tudo foi um companheiro para todas os passeios.
E que me fez chorar quando partiu um destes dias.
E que dizer do Whity, um caniche anão que é a sombra da dona , que fica triste quando só, e só se sente bem ao colo de alguém .
Que fica triste quando fica sozinho´, e quando vamos de ferias, procura o nosso carro por todo o lado?
Como é possível que alguém Abandone assim á sua sorte os animais?
È uma boa pergunta.
A resposta só pode ser dada se considerarmos que , vivemos num mundo onde as pessoas ainda não se encontram num estado de evolução suficiente para poderem perceber a beleza que é ser humano.
De facto o Abandono, não se encontra só em relação aos animais, mas também encontramos as crianças e os velhos, todos os que deixaram de ser úteis a uma sociedade que tem como única preocupação o bem estar de uma minoria.
Enquanto não conseguirmos modificar este estado cultural em que nos encontramos não será possível resolver este problema que encontramos todos os dias nas ruas deste mundo.
Os cães os velhos os pobres e as crianças que deambulam em conjunto pelas ruas da cidade.
Procurando alimentos nos nossos restos .

De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:42
Completamente de acordo! De uma sociedade que abandona os mais fracos e, por isso, menos produtivos, pouco se pode esperar em relação aos animais...tristemente.
Cumprimentos e obrigada pela visita e comentário
De Anónimo a 31 de Agosto de 2007 às 23:04
eu diria, quem abandona um animal por motivos de férias, depois de conviver com ele largos meses, estou convencido de que é capaz de fazer o mesmo a um ser humano, não considero gente no verdadeiro sentido da palavra. Para não cairem na rua, adoptei 2 com um mês , acerca de uma semana.enfim ,temos que lutar para alterar estas mentalidades doentias.
bom fim semana.. msilva
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

eu diria, quem abandona um animal por motivos de férias, depois de conviver com ele largos meses, estou convencido de que é capaz de fazer o mesmo a um ser humano, não considero gente no verdadeiro sentido da palavra. Para não cairem na rua, adoptei 2 com um mês , acerca de uma semana.enfim ,temos que lutar para alterar estas mentalidades doentias. <BR>bom fim semana.. msilva <BR class=incorrect name="incorrect" <a>www.msilvas.blogspot.com
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:45
Por isso ouvimos frequentemente notícias aterradoras de maus tratos, abandono e morte de crianças. Quem faz coisas como estas, o que se pode esperar em relação a animais?!
Cumprimentos e boa semana de trabalho
De Júlia a 2 de Setembro de 2007 às 16:25
Os meus cães (tenho dois e não sei qual foi) comeram um queijo de Nisa. Claro que depois não paravam de beber água. E se apanham outra coisa qualquer a jeito, não se acanham.
De resto, são uns bons companheiros e são os nossos donos. Estamos totalmente dependentes deles. Não podemos ir para lado nenhum sem eles atrás.
De daplanicie a 4 de Setembro de 2007 às 10:47
LOOL Ah, também são gourmets como o meu! A última do´Óscar foi ter papado os 6 deliciosos pastéis de carne que comprei nas festas da nossa terra e que, inadvertidamente, deixei na bancada numa caixa de papel. Até parte da caixa marchou!! Raio do bicho é guloso que só visto!! :-)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds