Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Dilema

Ouvi recentemente, num serão de contos, uma história interessante. Trata-se de uma história africana e conta que algumas tribos utilizam um engenhoso método para apanharem macacos que são uma das suas iguarias preferidas. Como são animais bastante espertos e passam todo o tempo a saltar de ramo em ramo, de preferência nos mais altos das árvores, os nativos desenvolveram um sistema infalível para os caçarem: Pegam numa cabaça de boca estreita e metem lá dentro uma banana. Depois, é só amarrar a cabaça a uma árvore frequentada pelos macacos, afastar-se e esperar calmamente.

Os animais, extremamente curiosos, descem, olham para dentro da cabaça e vêem a fruta. Depois, metem a "mão" lá dentro e apanham-na mas, como a cabaça tem a boca estreita, eles não conseguem retirar a banana. Surge-lhes então um enorme dilema...se largar a banana, a mão sai e ele consegue fugir, livre. Caso contrário continua preso na armadilha. Invariavelmente o resultado é o mesmo. Os macacos recusam-se teimosamente a largar a fruta e os nativos apanham-nos calmamente e com pouco trabalho.

Não admira que sejam caçados pois a inteligência é um dom apenas reservado ao Homem. Era tão fácil largar a fruta e fugir, sem mais delongas. O problema é a importância exagerada que os macacos dão à banana. Se ela já está ali na sua mão parece uma insanidade largá-la, independentemente das consequências dessa imprudência.

A história lá continuava e tinha até um final engraçado ao qual já não prestei muita atenção porque fiquei a pensar como, muitas vezes, somos parecidos com os macacos.

Quantas pessoas não conhecemos que apenas sabem queixar-se do emprego, que detestam mas que nunca fazem nada para procurar outro que os satisfaça? Quantos casais têm relacionamentos deteriorados em que não existe felicidade mas, em vez de partirem para outra vida, insistem em ser miseráveis muitas vezes traindo e sendo traídos? Quantas pessoas não são infelizes por causa de decisões antigas mas que vão sempre adiando a decisão de percorrer um novo caminho que talvez as conduzisse na direcção da alegria de viver?

Concluí então que, afinal somos mesmo como aqueles macacos e também que a vida é demasiado preciosa para a trocarmos por algo que, apesar de já estar na nossa mão, nos leva direitinhos ao caminho da infelicidade.

publicado por daplanicie às 17:08

link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De joão palmela a 2 de Outubro de 2007 às 18:24
Olá Amiga Luz!
Ora aqui está uma Interessantíssima reflexão , que nos deverá levar sem duvida a uma meditação sobre a nossa infelicidade permanente e persistente, tanto pessoal como colectiva que nos impede de dar o tão merecido Salto em Frente para dias melhores.
Adeus um Abraço,
João Palmela
De daplanicie a 2 de Outubro de 2007 às 18:46
Obrigada pelo comentário. É verdade, continuamos a ter medo de dar o salto necessário quando não nos sentimos felizes. É da natureza humana temer o desconhecido.
De Júlia a 2 de Outubro de 2007 às 18:52
A sua reflexão leva-nos a pensar que, apesar de tudo, não estamos assim tão longe da nossa condição natural. Apesar de pensarmos, apesar da nossa racionalidade, há ainda muito de instinto na nossa maneira de agir.
Gosto muito dos seus posts porque estão muito bem escritos.
Bjs
De daplanicie a 3 de Outubro de 2007 às 12:52
Muito obrigada pelo comentário. Estou toda babada :-)
Beijinhos
De nofimdoarcoiris a 2 de Outubro de 2007 às 21:55
Interessante o paralelo que fazes entre a atitude dos macacos e a dos humanos. Na realidade quantas vezes mantemos uma situação que nos torna infeliz com receio da mudança ou por não termos coragem de enfrentar a realidade. E quantas vezes a decisão de alterarmos a "vidinha" que temos nos poderia trazer ainda mais felicidade, se bem que há custa de algum sacrificio.
De daplanicie a 3 de Outubro de 2007 às 12:53
O medo do incerto, do desconhecido, ainda toma conta de nós sem darmos por isso. Até sempre.
De Estupefacta a 2 de Outubro de 2007 às 23:07
Porque será, amiga, que me identifiquei tanto com o macaco?
A inteligência é a qualidade que nos distingue dos demais animais. Então, pergunto: proque não ajo eu com inteligência, já que essa é a minha mais valia?

Um grande beijinho
De daplanicie a 3 de Outubro de 2007 às 12:55
Deixa lá, eu também sou como o macaquinho em muitas coisas. Que se há-de fazer?! É aceitarmo-nos como somos porque perfeito só Deus.
Beijinho grande
De castromaisverde a 2 de Outubro de 2007 às 23:12
Olá boa noite gostei muito da sua historia no dia a dia existem por ai muitos macacos .....
De daplanicie a 3 de Outubro de 2007 às 12:56
Obrigada pelo comentário. É bem verdade que há por aí muitos. Eu própria conheço alguns, às vezes até vejo um quando olho no espelho. :-)
De dolce_vita a 3 de Outubro de 2007 às 21:29
olá
Mais um texto para reflexão.Gosto deste momento desta pausa sossegada depois de um dia onde nem sempre nos é possivel pensar,sobretudo em nós enquanto seres superiores,capazes de ás vezes reflectir.Vamos continuar com reminiscências da espécie "macacoide".O medo do que não conhecemos,o comodismo,o "habito" de deixar estar que um dia mudo ou tudo muda...um dia ...impede-nos de uma busca verdadeira e coerente da felicidade.Acredito num crescimento interior, capaz de nos deixar menos parecidos com os macacos,é lento, mas também quando queremos ,a inteligencia, age a uma velocidade desenfreada e a mudança acontece.Sinto-me hoje menos macaco que há alguns anos atrás e na verdade mais feliz.
Obrigada por este momento de reflexão
um abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds