Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Docentes desmotivados

Dizia-me à pouco uma colega que, tendo ido a uma reunião de Formação ao Sábado ( sim, porque quem quer fazer Formação faz aos Sábados ou depois das 18 h nos dias de semana...), tinha falado com muitos colegas e que todos foram unânimes em manifestar a sua desmotivação e desânimo perante uma profissão que necessita acima de tudo do nosso empenho e gosto no que fazemos.

Mas como poderemos nós andar motivados se somos desautorizados constantemente pelos encarregados de educação, pelas Direcções Regionais e pelo próprio Ministério da Educação?! É muito difícil, se não impossível, trabalhar com entusiasmo e vigor quando se entra na sala de aula e encontramos turmas como a minha, composta de 25 alunos que vão do 1º ao 4º ano de escolaridade, com 6 alunos de etnia cigana que não conseguem estar sentados quanto mais acompanhar o ritmo dos colegas, com 2 crianças de Ensino Especial, em que durante o dia ando numa roda-viva sem saber para onde me virar primeiro.

Depois há ainda a quantidade enorme de burocracia que quase nos afoga em papelada, as actividades extra-curriculares que não deixam tempo às crianças para brincar e gastar energias, energias essas que dificultam depois o nosso trabalho, quando o "não te levantes", o "estás a ouvir?" e o "está calado" são as frases que mais se ouvem durante o dia, na sala de aula.

Enfim, parece-me que a maior desmotivação dos Professores é a cada vez maior diluição das suas primeiras funções em trabalhos para que, à partida, não estavam, nem queriam, estar preparados. É a crescente desresponsabilização dos alunos em relação às suas obrigações. É a frequente desautorização dos profs por parte dos pais e até doutros colegas que não percebem que se estão a desautorizar a si próprios e que acabam por sofrer as consequências mais cedo ou mais tarde. É o masoquismo da classe.

publicado por daplanicie às 12:39

link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De A VER NAVIOS a 16 de Outubro de 2007 às 14:02
Há que lutar para que volte a ser reposta toda a dignidade que a profissão e os bons professores deste País, necessitam e merecem.
Cumprimentos,

J. Lopes
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:32
Sinto os colegas todos demasiado exaustos para que se consiga lutar como se devia. Entristece-me dizer mas têm-nos vencido pelo cansaço. Obrigada pelo seu comentário.
Cumprimentos
De A VER NAVIOS a 17 de Outubro de 2007 às 09:01
Há que manter o máximo de união e lucidez porque, parafraseando também o Adriano, devemos dizer:
"Não há machado que corte a raiz ao pensamento".
Cumprimentos,

J. Lopes
De Cris a 16 de Outubro de 2007 às 14:49
É verdade, o papel do professor está cada vez mais degradado especialmente porque pertencemos a uma classe que não é tão unida quanto seria necessário, e acima de tudo porque a sociedade que nos rodeia a cada dia nos olha mais como inimigos independentemente do esforço praticamente sobre-humano quefazemos diariamente para ensinar, educar, tornar responsáveis, os jovens de hoje!
Muito pertinente o teu post!

Beijinhos
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:47
Muito obrigada. Já tive oportunidade de retribuir a tua visita e descobri um blog que me cativou bastante. Realmente, se não for a esperança não sei o que nos resta...
Beijinho
De sAndRa a 16 de Outubro de 2007 às 14:50
é como te digo, quem esta de fora nao ve as coisas por esse ponto. A ler o teu blog começo a ganhar mais sensibilidade e conhecimento em relaçao a este problema. Ja devem ter feito, mas, que tal mostrar esse descontentamento a alguem que possa intrevir, nao sei.
nao me estou a lembrar de nada
deve haver alguma soluçao...........uma pergunta certamente estupida: - porque as turmas sao tao grandes?? quem as seleciona??
humm um beiju
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:52
Quem faz a constituição de turmas são os agrupamentos, segundo orientação do ministério que, como sabemos, é gerido como se fosse uma empresa, seguindo uma política economicista onde para poupar uns tostões se obriga alunos e professores a trabalhar nestas condições desumanas. Ainda bem que a minha escrita tem servido para te sensibilizar para o problema de uma classe que cada vez está mais desanimada.
Bj
De sAndRa a 17 de Outubro de 2007 às 14:32
nao sabia como funcionava, obrigado pelo esclarecimento.
Acredita que a maioria do pais nao tem essa ideia dos professores, principalmente os ecarregados de educaçao. Pensam que os professores sao uns previligiados, que nao fazem nenhum e têm uma vida santa lol... eu nao tinha sabia que estavam assim tao desanimados, mas tambem nao tinha uma ideia assim tao má. Só que tenho a ideia que é o que a maioria pensa. Coragem
Pensa no que te fez escolher essa profissao e luta por isso. Se cada um fizer um pouquinho, faz se muito. Nada de desistir e desanimar.
beijito
De guiga a 16 de Outubro de 2007 às 15:37
E depois admiram-se com os "maravilhosos" resultados escolares! Não há pachorra para estas tretas! Haja alguém que tenha sensibilidade para o ensino, para as crianças!
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:56
Para ser franca não vislumbro nada de bom nos tempos mais próximos. Talvez em 2009, quando (ou se...) o governo mudar entrem pessoas que entendam melhor o que é ser professor.
Bjs
De joão palmela a 16 de Outubro de 2007 às 16:27
O Pior é que aquilo que tão bem aqui descreve,
é o Estado Geral do Pais embora o pintem com outros tons. Na Educação assume uma Gravidade Acrescida, porque está em causa a formação dos desmotivados de amanhã, e assim lá vamos cantando e rindo umas vezes outras tristes e desanimados, mas sempre Levados, Levados Sim!
Adeus Amiga Luz uma Boa semana, se possível com mais alento, um Abraço.
João Palmela
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:57
Muito obrigada pelas suas palavras. Relamente cada vez é mais difícil a esperança num futuro melhor, em todos os sectores da vida do país.
Cumprimentos
De Estupefacta a 16 de Outubro de 2007 às 21:37
Olá amiga
Hoje cheguei a casa já passavam das 20 horas. Entrei às 8h30, tive 8 horas de aulas e depois esperava-me uma reunião de conselho de turma... mais duas horas. Resultado: Nenhum. Chego à conclusão que andamos todos à deriva... fala-se e implementa-se muitos projectos que na prática não têm quaisquer resultados. Encontram-se «cabeças» cheias de grandes teorias, com discursos institucionalizados, mas onde o facilitismo impera. Os pais? que figura é essa? Não estão nem aí para o percurso escolar dos miúdos.. limitam-se a despejá-los na escola e os professores que façam o resto. Gastamos tempo com coisas inúteis, com quilos de papelada e de burocracia que nos levam à exaustão e que nos esgotam o tempo para o que considero mais importante: Levar os miúdos a aprender não só o ensino dito «escolástico» mas prepará-los também para o amanhã.
Resta-nos a boa notícia... vamos ter um aumento de 2,1%. É motivo para festejarmos... finalmente vamos ter um aumento proporcional à inflação , o que quer dizer que poder de compra é igual a zero.
Um grande beijinho e perdoa-me este desabafo. Já agora? Para quê os inspectores? Teriam já dado aulas?
Um grande beijinho e perdoa-me o desabafo
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 08:59
Querida amiga, muito obrigada pelas tuas palavras que me mostram que não estou sozinha neste desalento, neste cansaço que me vai consumindo a energia gota a gota. Receio o momento em que ela se esgote completamente. Os inspectores são apenas fantoches que o governo comanda...
Beijinho grande
De Célia Casaca a 16 de Outubro de 2007 às 23:35
Como vos compreendo...hoje também comecei a dar aulas às 8 e meia e saí da escola quase às 8 da noite. Estou de rastos!
Beijinhos e boa semana.
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 09:25
Ai colega eu, quando penso que o ano começou apenas há 1 mês, fico de rastos porque me sinto como se fosse Maio ou coisa parecida!! Deus nos ajude que é quem pode!
Beijinhos
De Alfa a 17 de Outubro de 2007 às 01:17
Ao fim de 14 anos de aulas. Encontro-me aguardar colocação e ainda ouço a pérola da ministra que, quem ficou de fora é candidato a professor. É assim que se trata num país que envelhece, quem tem em mãos o futuro dos jovens Mas pergunto eu, como deixámos chegar a situação aqui? E não estou só a falar dos professores e sim do estado da nação...
De daplanicie a 17 de Outubro de 2007 às 09:32
Pois é, colega, por mais que pense também não consigo responder à sua pergunta. Mas que é uma tristeza, lá isso é. Esperemos por melhores dias porque piores é difícil.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds