Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Sabedoria da idade

Em Abril, Maya Angelou foi entrevistada pela Oprah no seu 70 aniversário.
Oprah perguntou-lhe o que pensava sobre o envelhecimento e, ela respondeu que era "excitante".
Relativamente às alterações corporais, disse que eram muitas e que ocorriam todos os dias... Como os seus seios, parecia-lhe estarem numa corrida para descobrirem qual deles chegaria primeiro à cintura...
(A audiência riu tanto que até chorou.) Ela é uma mulher tão simples, com tanta sabedoria nas palavras!
Maya Angelou disse:
"Aprendi que apesar do que quer que aconteça, e do quanto pareça mau, a vida continua e será melhor amanhã."
"Aprendi que se pode conhecer bastante bem uma pessoa a partir da forma como ele ou ela reage em três situações: num dia de chuva, com
bagagem perdida e na forma como desembaraça as luzes de Natal."
"Aprendi que independentemente da forma como te relacionas com os teus parentes, vais sentir a falta deles quando sairem da tua vida."
"Aprendi que "fazer pela vida" não é o mesmo que "fazer uma vida".
"Aprendi que a vida às vezes dá-te uma segunda oportunidade."
"Aprendi que não deves viver a vida com uma luva de "apanhador" em
cada mão, deves ter a possibilidade de poder atirar (devolver) alguma
coisa."
"Aprendi que sempre que decido alguma coisa de coração aberto, normalmente tomo a decisão acertada."
"Aprendi que, mesmo quando tenho dores, não tenho que ser uma dor."
" Aprendi que todos os dias devemos tentar tocar alguém, as pessoas adoram um abraço quente ou uma simples pancadinha nas costas"
" Aprendi que ainda tenho muito para aprender."
"Aprendi que as pessoas esquecerão o que disseste, esquecerão o que fizeste, mas nunca esquecerão o que lhes fizeste sentir."

Enviaram-me este texto por mail que eu achei maravilhoso. Ao copiar e colar não ficou nas melhores condições apesar das minhas tentativas para alinhar o texto, pelo que peço desculpas ( como já referi as minhas habilidades a este nível não são as melhores).


publicado por daplanicie às 10:47

link do post | comentar | favorito
|
23 comentários:
De nofimdoarcoiris a 20 de Novembro de 2007 às 12:15
A vida ensina-nos muito. Beijinhos
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:08
Sem dúvida nenhuma. No entanto temos tendência para nos esquecermos dessa vantagem quando começamos a ver as rugas no rosto. :-)
Beijinhos
De Marta Santos a 20 de Novembro de 2007 às 14:41
Sim, a vida ensina-nos muito, pena que pessoas vulgares como nós que vêm isto à frente todos os dias, só o consigam assimilar na perfeição com o passar do tempo. Devíamos ser capazes de aprender por osmose... Seríamos pessoas muito mais justas e provavelmente mais felizes...

bjs*
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:14
Certamente muito mais felizes... É pena que tal ão seja possível. A maioria de nós só aprende depois de passar pelas coisas apesar de ver os maus resultados que a mesma situação teve para outros.
Beijinho
De guiga a 20 de Novembro de 2007 às 15:25
Isso da formatação do texto é secundário.
Adorei lê-lo! :)

Beijinhos e continuação de uma óptima semana! *.*
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:15
Muito obrigada, amiga.
Beijinhos para ti
De Lua de Sol a 20 de Novembro de 2007 às 16:31
Muito sábio...
Sabes que envelhecer não é dramático. O problema está em não envelhecer bem, em não aceitar as alterações físicas e psíquicas...

Eu vou envelhecendo... Bem sei que sou muito nova, mas não dou pelos anos a passar a não ser quando olho para os outros... Sinto-me bem com a idade que tenho e espero continuar a gostar de cada ano...

Beijo
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:19
Penso que por vezes envelhecer é mesmo dramático devido às doenças associadas à velhice e que roubam a essência do que fomos deixando à família um gosto amargo e um desespero sem fim. Não tenho medo das rugas, tenho pavor de deixar de ser eu!!
Beijinhos
De Júlia a 20 de Novembro de 2007 às 19:09
É, de facto, uma mulher muito sábia.
Apesar de ser um bocadinho mais nova que ela (não muito...), procuro seguir alguns dos princípios que ela enumera. E não me tenho dado mal com isso.
Beijinho
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:22
Espero também ter sempre o discernimento necessário para usar estes conselhos na minha vida.
Beijinhos
De Yuri A. a 21 de Novembro de 2007 às 01:24
É pena que nem todos envelheçam tentando melhorar sempre. Em verdade acho que a maioria das pessoas fica mesmo é com uma presunção de sabedoria. Conheço muitos que se tornam mais arrogantes com a idade. Estes retrucam contrariados a menor admoestação: “você é muito jovem pra me dar lição”. Querem compensar na autoridade a agilidade e vigor que perderam. Mas tudo na vida é fruto de um processo – e com o respeito e a admiração não seria diferente. A maioria, infelizmente, morrerá sem perceber isso. Belas palavras as de Maya .
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:24
Não podia estar mais de acordo. Há realmente muita gente que acha que a idade é sinónimo de poder dizer o que lhes dá na realíssima veneta pensando que a idade, apenas por si só, dá estatuto!!
Cumprimentos e obrigada pelos comentários
De Ohayo a 21 de Novembro de 2007 às 02:29
Lindíssimo. Gostei muito de o ler. Obrigada.
Gostei principalmente da frase: "Aprendi que sempre que decido alguma coisa de coração aberto, normalmente tomo a decisão acertada.", pois tenho feito isso e ainda há poucas horas deixei uma dessas marcas aqui na blogosfera... encantada.
Uma magnífica quarta-feira
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:25
Muito obrigada pelas suas palavras. Também adorei ler este texto e penso que é de uma sabedoria admirável.
Cumprimentos e boa semana
De Raquel Alves a 21 de Novembro de 2007 às 21:25
Este texto completa, de certa forma, o meu ultimo post.
Não há duvida que a nossa forma de viver e,encarar a soma de anos, é importante para se ser feliz, mesmo com bastante idade.
Bj
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:30
E que Deus nos conserve as nossas faculdades até ao fim (pelo menos no que se refere ao espírito) porque isso é uma coisa que me apavora.
Beijinho
De nuncaetarde a 22 de Novembro de 2007 às 15:24
Na qualidade de uma mulher não muito jóvem, estou de acordo com Maya Angelou. Aprende-se muito ao longo dos anos tais como: - A não acreditar nos pseudo-amigos, que à nossa primeira derrocada na vida, bos viram as costas,esquecendo-se do apoio que em determinada altura das suas vidas, lhes foi dado por nós; A sobreviver aos desgostos pela perda de familiares (avós, tios,primos, pais e até como no meu caso, a perda irreparável dum filho, que é a maior dôr que há no Mundo.
Tenho um casalinho de netos, filhos de m/filha ,que me têm dado a alegria de serem bons estudantes e carinhosos com os avós.
Quanto às rugas ,cá me vou habituando a elas!
Enquanto puder pintar os m/quadros, fazer os bolinhos que eles gostam, levá-los de férias comigo enquanto os pais ainda estão a trabalhar, ter os m/blogs na internet,ter uns almoços ou jantares com um grupo que conheci num site da internet, sinto-me uma velhota realizada.
Felicidades para si e para todos que o rodeiam e o amam de verdade
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:33
Adorei ler o seu comentário! É maravilhoso que mesmo apesar dos revezes que a vida lhe deu se mostre com essa energia e vontade de viver. É verdadeiramente admirável. Outras pessoas haverá que, passando pelas dores que refere e que ninguém consegue imaginar a não ser que as viva, se fechariam no seu casulo de dor passando a viver como vítimas do destino. Espero que mantenha esse espírito que é uma verdadeira lição de vida para todos nós. Muito obrigada!
Felicidades e um beijinho
De nuncaetarde a 19 de Janeiro de 2008 às 15:31
Embora com 2 mesitos de atraso, agradeço tudo o que diz no seu comentário. Como se costuma dizer a vida não pára e quando isso me aconteceu eu estava grávida de m/filha. Lutei p/mão a perder também. Eu era muito jóvem, tinha 26 anitos, mas sempre fui de animo forte.
Sabe que voltei aqui, porque por curiosidade,procurei no sapo, em nuncaetarde e, então apareceram muitos assuntos, sobre este tema, num dos quais " o da planície."
Tudo de bom para si
Bjs.
Carmina (Mechú p/amigos e família)
De Estupefacta a 22 de Novembro de 2007 às 20:08
Nem calculas como este texto veio a calhar para a minha vida.
Também eu, ao lê-lo, aprendi.

Um grande beijinho
De daplanicie a 25 de Novembro de 2007 às 11:41
Ainda bem que serviu para alguma coisa. Sempre ao seu dispôr minha amiga. Use e abuse à sua vontade! :-)
Beijinhos e boa semana

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds