Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Ano Novo, Vida Nova

Nesta altura do ano questiono-me sempre do porquê de tanta excitação em relação ao início de um novo ano. Nunca consegui entender muito bem o que é que 24 horas de diferença fazem, no que se refere à felicidade de alguém. Na verdade, até num simples segundo essa felicidade se pode decidir mas não forçosamente no dia 1 de Janeiro deste ou de qualquer outro ano.

Fim de ano, uma semana para o Natal, duas para o Ano Novo e, como diz um certo anúncio, a "felicidade está no ar". Tudo conspira para que seja assim: deve-se ficar feliz no Natal, o Réveillon tem de ser inesquecível, todas as festinhas precisam ser "alegres", e a pressão da comunicação social, da família, dos colegas e dos amigos acaba acarretando, no fim de mais um ano, um desgaste paradoxal: as pessoas ficam infelizes porque se sentem na obrigação de estarem "bem", pra cima", "super alegres"...

É costume, hábito, tradição, por ocasião do Natal e Ano Novo, as pessoas enviarem mensagens com votos de um Ano Novo com paz, felicidade, alegria e outros aspectos positivos que incentivem os outros a virem a ser melhores no novo ano. Para não fugir à regra, aqui vão os meus votos “terapêuticos”, esperando que possam contribuir para estabelecermos alguns objectivos em 2008, em busca do nosso aperfeiçoamento como pessoas, vivendo melhor com os outros, com mais harmonia e felicidade.

  • Que possamos olhar para trás nos dias que passaram neste ano e agradecer as belezas e emoções que a vida nos apresentou em 2007.
  • Que continuemos, em cada novo dia de 2008, a alegrarmo-nos com as pessoas que convivem connosco, olhando para elas como pessoas “realmente importantes” na nossa vida. Lembremo-nos sempre que as relações precisam de cuidados e atenção, por isso dediquemos tempo e energia para o bem da outra pessoa, concentrando nela a nossa atenção através de acções correctas, com compreensão e sensibilidade. Só os relacionamentos em que  colocamos a “nossa alma” trazem verdadeira alegria à vida.
  • Que a tristeza, a solidão, o medo, o ódio, a ganância, a raiva, a arrogância, o egoísmo, o preconceito, a rejeição e as dificuldades passem pela nossa porta, mas não encontrem a porta da casa e do coração abertas para entrarem na nossa vida.
  • Que cada dia de 2008 seja um novo momento e oportunidade para dar os estímulos tão necessários para a realização (estímulos verbais, amorosos, carinhosos, emocionais...) àquela pessoa que preenche o nosso coração para que, juntos, possamos viver  “explosões” de felicidade, realização e alegria de viver.
  • Que encontremos todos os dias motivos e “fontes de satisfação” para que possamos, a cada instante, “sorrir à vida”, tendo o sentimento de optimismo e a expectativa de uma vida melhor, como se sentíssemos uma brisa refrescante passando pelo nosso corpo.
  • Que a honestidade, tão cara à sociedade actual, encontre nos nossos actos a medida certa e nos faça sentir muito felizes, com nossa consciência, por estarmos “fazendo a nossa parte” bem feita, com responsabilidade e honestidade, para o bem comum.
  • Que tenhamos a cada dia do ano a lembrança da grande oportunidade de ter nascido, que recebeu dos nossos queridos pais e que essa lembrança, da importância de ter nascido, nos torne a vida mais alegre e possamos viver com mais entusiasmo todos os dias do novo ano de 2008.
publicado por daplanicie às 15:41

link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Milena a 1 de Janeiro de 2008 às 18:56
Desejo-te um Bom Ano de 2008, assim com para a tua familia.
Um brinde

Bjs
De daplanicie a 2 de Janeiro de 2008 às 11:02
Agradeço e retribuo os teus votos, desejando-te um ano de 2008 repleto de felicidade.
Beijinho
De Raquel Alves a 5 de Janeiro de 2008 às 19:16
Gostei muito deste post. O que desejar a quem é tão reflectido e sábio?...
abraço de apreço
Raquel Alves

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds