Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Iémen

Há coisas tão chocantes que duvidaríamos da sua veracidade se não assistíssemos às imagens reais dos acontecimentos pelos meios de comunicação social. Neste caso, estou a referir-me concretamente ao caso de uma menina de 8 anos, no Iémen, que pediu o divórcio do seu marido de 30 anos que, para além de abusar dela sexualmente, ainda a agredia fisicamente.

Segundo noticiado, a menina Nojoud Mohammed Ali conseguiu fugir do marido, apanhou um táxi sozinha e foi até o escritório do juiz. No tribunal, Nojoud disse que havia assinado o contrato de casamento dois meses e meio antes, mas acreditava que permaneceria na casa de seus pais até os 18 anos. O ex-marido, Faez Ali Thameur, disse que o casamento havia sido consumado, mas negou as acusações de que batia em Nojoud.  Os activistas dos direitos da Criança estiveram presentes durante a sessão em Tribunal a fim de chamar a atenção para os milhares de casos idênticos que se passam no país mas, infelizmente, pouco mais podem fazer.

Para nós, que vivemos no mundo ocidental e longe destes países com leis aberrantes é-nos difícil imaginar tal situação. Mas a realidade é que o caso desta menina a quem foi roubada a inocência e a infância, não é único antes pelo contrário.

publicado por daplanicie às 12:25

link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De nofimdoarcoiris a 21 de Abril de 2008 às 13:55
Li há uns anos um livro sobre o caso verídico de 2 irmãs que viviam no Reino Unido, filhas de pai iemenita. A pretexto de uma férias para conhecerem o país do pai, deslocaram-se ao Iemén do Norte onde, inesperadamente, souberam que o seu destino era o casamento com uns miúdos a cujas famílias o pai as havia vendido. A mais nova deveria ter a idade desta criança que referes no teu post . Apanhadas nesta teia é impossível escapar. A mais velha conseguiu regressar ao seu país mas teve de abandonar os filhos que entretanto tinha tido desse casamento forçado. Uma violência indescritível .
Foi uma história que me surpreendeu e que me horrorizou, e que me deu a conhecer as barbaridades que se cometem nestes países.
De Anónimo a 21 de Abril de 2008 às 23:07
Tambem li esse livros "vendidas" e todos os que sucederam esse, e em muitos aspectos fiquei horrorizada com estas mentalidades tao pobres que envolve criancas e que infelizmente continuam a acontecer.
Beijinhos.
De daplanicie a 22 de Abril de 2008 às 12:56
São situações revoltantes perante as quais nos sentimos impotentes. Resta-nos esperar que as coisas vão mudando.
Beijinhos
De blogando-me1 a 21 de Abril de 2008 às 14:18
São estas atrocidades que me deixam, triste, revoltada e indignada. Eu que sou mãe, custa-me ler coisas destas, queremos ter sempre os filhos por perto. A minha filha tem 18 anos, claro já namora e de cada vez que penso que mais dia menos dia sai de casa, até me dá um aperto no peito. Pobres crianças essas, que não sabem o que é ser feliz, viver uma infância digna da idade delas e igual a de tantas outras crianças.
Bjs fofos
De daplanicie a 22 de Abril de 2008 às 12:58
É verdade, amiga. São coisas que até nos custa acreditar de tão chocantes.
Beijinhos
De guiga a 21 de Abril de 2008 às 16:29
Realmente, estas culturas chocam-me. Não percebo como podem olhar uma criança como uma mulher... Será o paraíso da pedofilia?
Boa semana!
Beijinhos *.*

p.s.- Os meus pêsames pela perda dessa colega!
De daplanicie a 22 de Abril de 2008 às 13:03
Muito obrigada, amiga, pela tua atenção.
Em relação ao que dizes, é mesmo uma coisa horrível vermos que há países onde molestar uma criança é considerado natural.
Beijinhos para ti
De Jorge Santos a 21 de Abril de 2008 às 17:48
Um casamento é uma livre escolha entre duas pessoas. Mesmo dentro de uma relação consentida, desejada e amada o sexo tem sempre que ser consentido, sim é sim não é não, mais nada!Manipular a vida de uma criança de 8 anos é castrar a inocência.
cumprimentos
De daplanicie a 22 de Abril de 2008 às 14:54
São leis aberrantes que nos vemos impotentes para mudar, pelo menos a breve prazo.
Cumprimentos
De letras a 22 de Abril de 2008 às 12:03
Sim, também li esse livro. "Vendidas" E alguns que sairam depois.É chocante, é horrivel e tanto mais porque creio que nem sequer conseguimos imaginar uma décima do que sera aquele sofrimento. So apetece dizer: "disparate".
Mas é tão mais do que um simples disparate...Temos que nos mexer, de alguma forma!
E como uma menina de 8 anos vai a um Juíz..como foi obrigada a crescer...:|
De daplanicie a 22 de Abril de 2008 às 14:55
Mas como poderemos fazer alguma coisa se são mentalidades e usos de milhares de anos? resta-nos alertar o mundo para tal.
Beijinhos
De sandra a 23 de Abril de 2008 às 17:46
Meu deus que aberraçao. Vivemos neste mundo ocidental e raramente pensamos que no mesmo planeta casos desses possam acontecer. Como é possivek?? Nao entendo...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds