Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Pessoas cinzentas

Quando era miúda achava os adultos pessoas difíceis. "Tu já és crescida e tens que saber o que fazes" dizia a minha mãe quando queria convencer-me de algo. Mas eu não queria ser adulta! Recusava-me sequer a pensar que também eu viria a ser uma adulta. E, na minha cabeça, a palavra "adulta" soava quase cuspida, em ar de desprezo.

Para mim, adultos eram pessoas cinzentas que trabalhavam e pagavam as suas contas. Podiam ser exemplares ou não, mas eram sempre vazias. Vazias de alegria, vazias de vontade de mudar. Pessoas apenas resignadas com o seu destino, comprado e manipulado por outras pessoas. Vidas sedentárias, sem tempo para apreciar as pequenas coisas que dão sabor à vida.

E hoje, hoje tenho medo de eu mesma me ter tornado numa dessas pessoas. Já não tenho a certeza, como tinha na altura, de que eu seria diferente. EU nunca me esqueceria de mim própria e das coisas que gosto. Nunca esqueceria  como era bom ser jovem, despreocupada, livre e verdadeira. Nunca me esqueceria de sorrir, mesmo que os outros não entendessem o porquê do meu sorriso. Eu seria sempre colorida, cheia de vida e de alegria.

Mas agora já não tenho a certeza de ter conseguido manter esse espírito. Há dias em que me parece que sim, que talvez...Mas outras, olho para dentro de mim e cá está ela, aquela pessoa cinzenta em que eu tinha jurado a mim mesma nunca me transformar. Essa pessoa cinzenta toma conta de mim, põe-me a pensar nas dificuldades da vida e em como tempo passa rápido. Deixa-me descontente com a vida, que não me permite ser despreocupada como gostaria. Põe-me a matutar na rotina diária, certinha e sempre igual, e mostra-me uma pessoa sensaborona que não quero que habite em mim.

Por vezes consigo mandá-la embora e lembro-me perfeitamente que prometi ser jovem para sempre, mesmo quando os cabelos brancos teimassem em aparecer. Outras vezes...não e, nesses dias, esqueço-me de sorrir.

tags:
publicado por daplanicie às 09:03

link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Pandora a 16 de Maio de 2008 às 12:43
De chezki a 16 de Maio de 2008 às 17:49
Dias cinzentos todos temos, mas não os vamos deixar dominar as nossas vidas.

Certamente terás motivos com cores mais bonitas que te fazem sorrir de orelha a orelha, que são uma grande razão de viver e que te dão força e ânimo para diluir o cinzento até este se transformar em branco.

Acima de tudo há uma palavra com 5 letras SAÙDE ) que derruba qualquer ameaça cinzenta.

Força.

Beijos.
Mãe Caracoleta
De Nettwerk van Helsing a 18 de Maio de 2008 às 02:44
Acho que é por isso que eu continuo a comportar-me como um gaiato. Parecendo que não, os quasi-24 anos soam-me a algo terrivelmente desajustado...

Cumprimentos.
De Infiel a 20 de Maio de 2008 às 21:41

é nessa tomada de consci~encia que podes libertar a criança que ainda existe
eu não resisto a andar de balouço quando vejo um hehe

espero que depois das provas de "aflição" o clima tenha acalmado

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Emocionalmente Saudável

. Ano Novo, Vida Velha

. Esperar

. Aos meus amigos

. O valioso tempo dos madur...

. Filhos

. Sinto-me...

. Hoje

. Tirar o "S" da CRISE

. Chuva...chuva...chuva

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds