Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Chuva...chuva...chuva

Estou farta! Farta de chuva, farta de humidade, farta de frio, farta de andar com os  pés molhados, as calças molhadas, o cabelo sem jeito... estou farta do guarda-chuva, das botas,  dos casacos, das camisolas de lã, de me sentir tolhida em cada movimento! 

Estou farta de conduzir com más condições atmosféricas, das corridas com os sacos das compras,  dos aquecedores, da água a mais... bastaaaaaaaaaaa! Quero sol, sim , pode ser? Pode?? 

E pronto, já desabafei a minha indignação, já me sinto pronta para mais dois meses e tal de Inverno! (até parece...)

 

tags:
publicado por daplanicie às 13:50

link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|
Domingo, 5 de Julho de 2009

Vencer dificuldades

7 MODOS DE ENFRENTAR AS DIFICULDADES DA VIDA

 

1 - TENHA A CONVICÇÃO DE QUE DEUS ESTÁ NO CONTROLE DE TUDO

É uma das mais firmes certezas da minha vida. Deus está sempre presente e nunca me abandona. Dá-me força para perseguir os meus objectivos e sinto sempre a sua protecção de Pai amantíssimo.

 

2- NÃO TENHA MEDO DE SITUAÇÕES NOVAS

Muitas vezes sentimos necessidade de mudar a nossa vida e não o fazemos por receio do desconhecido E, então, vivemos numa permanente insatisfação, que nos vai aniquilando a alma até praticamente deixarmos de a sentir. Mas quando conseguimos superar os nossos medos, aí sim, tudo é possível!

 

3 - TIRE PROVEITO DAS DIFICULDADES

Uma das frases mais acertadas que já ouvi diz "O que não nos mata, torna-nos mais fortes" e é essa força que podemos sempre tirar de todas as dificuldades, de todos os obstáculos com que nos deparamos ao longo da nossa jornada neste mundo.

 

4 - NÃO ESCUTE PALAVRAS DE DESÂNIMO E DÚVIDA

No nosso percurso há sempre situações de extrema dificuldade, de dolorosa resolução. Situações em que hesitamos sobre qual o caminho mais correcto a percorrer e, nessas ocasiões, surgem muitas vezes pessoas (a quem chamo "velhos do Restelo") que, ao invés de aceitarem as nossas decisões, fazem questão de incutir dúvidas e transmitir palavras de desânimo. Dessas pessoas eu quero distância!

 

5 - LEMBRE-SE DE QUE VOCE PRÓPRIO É UMA SOLUÇÃO

Querer é poder! Querer é poder, sempre! Tudo está nas minhas mãos!

 

6 - ESTEJA SE FORTALECENDO INTERIORMENTE CADA MANHÃ

A cada amanhecer eu tenho a certeza de que o novo dia me traz mais força e que algo de mágico pode sempre acontecer!

 

7 - AGRADEÇA A DEUS PELA OPORTUNIDADE DE LUTAR E VENCER

Todos os dias eu agradeço a Deus as graças concedidas confiante de que, com a Sua ajuda, eu vou sempre conseguir ser melhor e ir mais longe. É Ele o meu companheiro de batalha e, assim, é impossível perder!

 

“A NOSSA VISÃO DA VIDA DETERMINARÁ O NOSSO SUCESSO OU FRACASSO.

SEJA ENTÃO DOS QUE ACREDITAM, SE ESFORÇAM E VENCEM. DEUS GOSTA DOS QUE NÃO RECUAM.”

 

Eu não quero recuar. O céu é o limite!

publicado por daplanicie às 12:01

link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Sinto-me...

Quando considero a duração mínima da minha vida, absorvida pela eternidade precedente e seguinte, o espaço diminuto que ocupo e mesmo o que vejo, abismada na infinita imensidão dos espaços que ignoro e me ignoram, espanto-me e assombro-me de me ver aqui e não lá. Quem me pôs aqui? Por ordem de quem me foram destinados este lugar e este espaço?

tags:
publicado por daplanicie às 00:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 20 de Junho de 2009

Fechar a porta ao passado

Na nossa vida, bem tão precioso e tantas vezes desperdiçado, somos constantemente confrontados com decisões a serem tomadas. Umas, serão fáceis (que vestir, que cozinhar, onde passar as férias...), outras serão tão difíceis que nos consumirão por dentro até que cheguemos realmente à conclusão de qual o caminho que teremos que seguir para alcançar as nossas metas.

E, quando finalmente chegamos à conclusão do que realmente queremos, do que precisamos efectivamente de fazer para termos, pelo menos, paz de espírito, a única resolução sensata é levarmos a nossa decisão até ao fim pois qualquer outra coisa não faria o menor sentido.

 Quando enfrentamos tempos difíceis  e adversidades,  é importante tentarmos transportá-las rapidamente para um lugar chamado passado. Esquecer as experiências negativas, desagradáveis e as frustrações é necessário para que nos possamos dedicar à construção do futuro. O tempo se encarregará de dissipar os maus momentos.

As pessoas felizes não remoem amarguras e ressentimentos, apenas se preocupam em viver o presente sem perder tempo com aquilo que não resultou como desejariam. É preciso compreendermos que não é necessário desperdiçarmos energias desnecessárias em lamentações e reminiscências do que não vai voltar mais.

Penso que o hábito de fechar a porta do passado é uma das decisões mais saudáveis que podemos tomar e é sinónimo de pessoas que procuram a essência da vida na paz de espírito. Na relação de sucesso/fracasso, a decisão de deixar os fracassos para trás, convertendo as más experiências em alavancas para seguirmos em frente é, julgo eu, o mais recomendável e sensato. Quando ficamos a remoer decepções e desilusões, perdemos um tempo precioso que poderíamos investir na concretização dos  objectivos a que nos propusemos. Fechar a porta ao passado e levar connosco apenas o que é agradável e instrutivo habilita-nos, certamente, para o próximo desafio da vida... E a cada passo nos deparamos com um!

publicado por daplanicie às 22:45

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Sentir a vida

Vivo em busca do sentido da vida e deparo-me com a constatação de que tudo o que vive, não vive sozinho. Há quem diga que a vida é curta, eu própria muitas vezes o afirmo. Mas, na verdade, a vida é longa para quem consegue viver pequenas felicidades. E essa felicidade anda aí, disfarçada, como se fosse uma criança a brincar connosco às escondidas.

Infelizmente, há muitas vezes em que isso nos passa despercebido e passamos a nossa existência a coleccionar "nãos": a viagem que não fizemos, o amor que não vivemos, o presente que não demos, as palavras que não dissemos, a festa a que não fomos, o perfume que não sentimos...

A vida é muito mais emocionante quando, em vez de meros espectadores, nos tornamos actores, personagens principais de uma história maravilhosa que nos pode encher dos tais pequenos momentos de felicidade. E, pensando nisto, tomei uma decisão importante. Quero ser o piloto desta viagem e não apenas um passageiro. Quero ser o pássaro que voa e não a pessoa que fica estática olhando o seu voltear. Quero ser a brisa que corre veloz ao invés de ser quem a sente no rosto.  Quero ser...tantas coisas! E recuso-me a medir a minha vida em anos, meses, dias, horas ou segundos. Quero medi-la em emoções, sensações, sentimentos e momentos significativos pois ela é feita de breves instantes. Porque a vida é agora e não amanhã. O amanhã pode nunca chegar e eu quero poder dizer, quando chegar a minha hora de partir...vivi!

 

publicado por daplanicie às 18:26

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Viver num sonho

Se a vida fosse como num sonho, onde pudéssemos escolher o desenvolver dos acontecimentos, como seria maravilhosa a nossa realidade!
Era fantástico podermos entrar num outro mundo, um mundo paralelo! Viver experiências sem fim, algumas das quais que nunca imaginaríamos sequer que pudessem acontecer. Um mundo imaginário e fantástico onde tudo seria possível, onde não haveria barreiras e o limite seria a imensidão da nossa alma 

Por vezes entro nesse mundo para tentar abstrair-me deste onde vivemos, onde poucas vezes as coisas correspondem ao por nós desejado. Mas como os sonhos nunca são eternos, há sempre qualquer coisa a puxar-nos de volta à realidade e esta pode ser tão dura... 
Como seria se, pelo menos uma vez, pudéssemos deixar-nos ao abandono nesse outro mundo, no mundo dos nossos sonhos, da nossa alma, naquele que só nós mesmos conhecemos e não mostramos a ninguém?
publicado por daplanicie às 12:11

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Decepção

O dia começou bem cedo e teima em não querer terminar. É difícil habituar o corpo e a mente ao turbilhão que constitui o meu dia-a-dia. Muitas vezes penso que podia ser mais calmo e, se calhar podia, se eu abrandasse um pouco. No entanto, acho difícil mudar. Faz parte da minha personalidade esta forma de estar, feita de entrega a projectos, ideias, iniciativas e sobretudo...a pessoas. Estar com as pessoas é uma prioridade.

Adoro descobrir o que cada pessoa tem de bom, o que posso aprender com cada uma delas e, acima de tudo, em que posso eu contribuir para melhorar a sua vida.

Só concebo a vida assim, vivida em pleno e partilhada com quem me rodeia. Mas são tantas as vezes em que me decepciono! 

Detesto o egoísmo que nos isola dos outros e faz de cada um uma ilha! Abomino a falsidade que faz com que as palavras não correspondam aos sentimentos que se ocultam, no intuito do proveito próprio! Odeio o "lambebotismo" que grassa no nosso país onde cada um apenas se preocupa consigo próprio e com o seu proveito. As meias palavras,  com que anda meio mundo a tentar enganar o outro meio.

Quem me dera que, nem que fosse apenas durante um dia, todas as pessoas do mundo fossem obrigadas a dizer aos outros o que realmente pensam...

tags:
publicado por daplanicie às 14:53

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Farta de mim

Cá estou de novo, qual fénix renascida das cinzas, para deixar mais algumas linhas, ideias, sentimentos... neste espaço de que já nem sequer tenho tempo de usufruir.

Sinto-me cada vez mais saturada de tudo o que me rodeia e começo a detestar a minha própria companhia. Acho-me irritante, mal-humorada, triste quando nunca o fui e, em certos momentos, verdadeiramente insuportável.

Se pudesse, essa é que é a verdade, fugiria de mim própria para um local longínquo onde esse EU desagradável nunca me pudesse encontrar.

Mas receio que, na fuga, esse ser que já nem reconheço me perseguisse sem dó nem piedade, continuando a massacrar-me com as suas incertezas, infelicidades e dúvidas a respeito até de si próprio. E, assim sendo, de que serviria essa fuga? Apenas iria sentir-me miseravelmente em qualquer outro lugar do mundo. Embora senpre tinha tido a ingénua ilusão de que há sítios de tal forma mágicos que é impossível não ser feliz neles. Mas esses, ah, esses, nunca os consigo alcançar...

tags:
publicado por daplanicie às 13:03

link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Tempo

Num dos últimos posts referi o que a falta de tempo me faz sentir. A angústia e a frustração de querer fazer coisas que gosto e que, neste momento, se tornam impossíveis de realizar. Até mesmo os posts que foram saindo ao longo da semana foram escristos numa "empreitada". Ultimamente não tenho tempo para nada além de trabalhar, trabalhar, trabalhar. A minha família tem sido uma das grandes afectadas com este facto e também pelo cansaço que me torna impaciente e, muitas vezes, irascível.

Como sabemos, o Homem é um animal de hábitos e avesso a mudanças. Apesar de passarmos a vida a querer provar o contrário, esta é uma verdade incontestável. Não é fácil mudar e, quanto maior for a mudança e o que ela acarreta e implica, maior a nossa resistência a ela.

Passamos a vida a dizer que queremos emagrecer, mudar de casa, deixar de fumar... mas o facto é que poderíamos fazer muito mais se não fossemos, na grande maioria, acomodados à nossa vidinha e hábitos de sempre.

Alguém disse um dia que tudo muda na vida, menos a mudança e é bem verdade. Embora ofereçamos resistência, tudo muda. Feliz ou infelizmente, nada dura para sempre e o Sr. Tempo é um (senão "O"), grande culpado.

Claro que, tal como em tudo, existem sempre dois lados, duas perspectivas da mesma realidade ou situação: a positiva ou a negativa, as quais dependem em grande parte de nós próprios.

No fundo, o tempo avança impiedosamente e indiferente ao que se passa à sua volta. O tempo está a andar mais depressa e, mesmo que queiramos, já não temos tempo para estar com os amigos, muitas vezes nem para um telefonema. Ainda vamos mandando uns emails, nada muito pessoal, daqueles que é só reencaminhar com mensagens de amizade, umas mais lamechas do que outras.

E não é por mal! É tanta coisa nas nossas cabeças! Há quanto tempo não consigo ficar em casa, simplesmente preguiçando! E quando isso acontece, não é porque não tenha tarefas à minha espera e sim porque sinto que já não tenho energia para mais nada e me sinto exausta e sem forças.

Peço perdão por me tornar repetitiva mas ultimamente até me aborreço de mim própria e só me apetece falar do que me aflige!

tags:
publicado por daplanicie às 08:31

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Deixem-me trabalhar 35 horas semanais!!!!

Não sei se alguém sequer deu por isso, mas ultimamente tem sido muito difícil conseguir um tempinho livre para escrever aqui, no meu cantinho, como tanto gosto de fazer. Como é óbvio, também não tenho conseguido responder aos comentários de quem, apesar da falta de actualização no blog, ainda não desistiu de ir passando por cá e deixar umas palavrinhas. Então, ir aos blogs dos amigos que costumo ler e comentar, tem sido completamente impossível.

Sinto uma enorme frustração por esta falta de tempo que me impede de fazer o que me dá prazer, que não me permite desfrutar calmamente da leitura e da escrita e que me condiciona toda a minha vida.

Ir ao ginásio tem sido também impossível pois nem que os dias tivessem mais horas eu conseguiria dar conta de tudo o que tenho para fazer. É horrível esta sensação de "chão a fugir debaixo dos pés", de sufocar pela falta de tempo e de querer fazer tudo à pressa...sem conseguir.

Este processo de avaliação de desempenho, elaborado por quem está comodamente sentado nos seus gabinetes e não sabe o que é realmente estar numa sala de aula com alunos de três anos de escolaridade diferentes, cada um com as suas especificidades e ter ainda, para além do trabalho já de si cansativo de, depois de um dia de aulas, corrigir fichas, elaborar outras, planificar actividades diversificadas, elaborar materiais para leccionar novas matérias, etc, ainda ter que assistir a infindáveis reuniões, que preencher grelhas, relatórios, papéis, papelinhos e papeletas, levando-nos a maior parte dos dias a trabalhar mais de 10 horas por dia.

Já não sei o que é ter um fim de semana livre há uns bons tempos pois até formação tenho que fazer aos Sábados!

Por tudo isto, só faço um pedido a quem de direito: Deixem-me trabalhar 35 horas por semana!!

tags:
publicado por daplanicie às 13:16

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Chuva...chuva...chuva

. Vencer dificuldades

. Sinto-me...

. Fechar a porta ao passado

. Sentir a vida

. Viver num sonho

. Decepção

. Farta de mim

. Tempo

. Deixem-me trabalhar 35 ho...

.arquivos

. Janeiro 2014

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on-line

website stats

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds